MPF pede dados sobre repasses e despesas de cidades da Paraíba durante a pandemia de Covid-19

Alvos são 27 municípios; Procuradoria quer saber valores recebidos, o quanto e como foram gastos pelas prefeituras.

Ministério Público Federal (MPF), em Monteiro, pede que 27 cidades da PB disponibilizem informações sobre recursos e gastos durante pandemia de Covdi-19. MPF/Divulgação O Ministério Público Federal (MPF) na Paraíba, solicitou na quarta-feira (20) um detalhamento sobre recursos públicos utilizados por 27 prefeituras paraibanas para a prevenção e combate ao coronavírus.

Foram enviados ofícios para cada um dos municípios. Na solicitação, a procuradora da República Janaína Andrade pede aos 27 municípios que informem os valores recebidos, seja através do Fundo Municipal de Saúde ou por outros meios, do Governo Federal e do Governo Estadual, para enfrentamento da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o quanto e como foram gastos. As 27 cidades são as que ficam sob atribuição da Procuradoria Regional do Município de Sousa, sendo elas: Água Branca, Amparo, Barra de São Miguel, Camalaú, Caraúbas, Congo, Coxixola, Gurjão, Imaculada, Juru, Livramento, Monteiro, Ouro Velho, Parari, Prata, Princesa Isabel, Santo André, São Domingos do Cariri, São João do Cariri, São João do Tigre, São José José dos Cordeiros, São Sebastião do Umbuzeiro, Serra Branca, Sumé, Taperoá, Tavares e Zabelê. O ofício requer, ainda, as informações sobre repasses e despesas sejam disponibilizadas nos portais da transparência dos municípios. Segundo a Federação das Associações dos Municípios da Paraíba (Famup), as prefeituras da Paraíba já receberam mais de R$ 80 milhões para medidas de combate e prevenção à Covid-19.

Os dados podem ser consultados no Painel Coronavírus da federação.

Categoria:Paraíba