RJ terá nova etapa do Dia D de vacinação contra sarampo

Mais de 350 postos estarão disponíveis na capital.

Bebê de 8 meses é a 1ª morte no RJ por sarampo, após 20 anos sem registro de óbitos pela doença no estado.

Brasil inicia campanha nacional de vacinação contra o sarampo O estado do Rio de Janeiro faz neste sábado (15) a segunda etapa do Dia D de vacinação contra o sarampo.

A meta é imunizar três milhões de pessoas, entre 6 meses e 59 anos, contra a doença.

A primeira ação do Dia D aconteceu no dia 1º de fevereiro, com mais de 56 mil pessoas vacinadas. Neste sábado (15), todas as 233 unidades da rede de atenção primária, como as clínicas da família, e 120 postos extras montados em todas as regiões da cidade vão vacinar a população entre 8h e 16h.

Ao todo, serão mais de 350 postos disponíveis para a população. RJ registra primeira morte por sarampo após 20 anos Para encontrar o local mais próximo, acesse o site da Secretaria Municipal de Saúde.

Os endereços dos postos volantes de vacinação também estão disponíveis no portal. Veja onde se vacinar em outras cidades do Grande Rio no fim da reportagem. Ocorrência de sarampo no Rio de Janeiro Aparecido Gonçalves/G1 Primeira morte em 20 anos Um bebê de oito meses foi o primeiro morto por sarampo registrado no estado do Rio de Janeiro, após 20 anos da última morte registrada em decorrência da doença no país.

Desde 2000 nenhuma morte pela doença havia sido registrada. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, a criança se chama Davi Gabriel e morreu no dia 6 de janeiro.

O menino estava no abrigo Santa Bárbara, em Vila de Cava, Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Histórico do RJ Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, no município do Rio, de 2000 a 2010, não foram registrados casos confirmados de sarampo.

Entre 2011 e 2014, foram identificados 6 casos confirmados da doença, sem novas ocorrências entre 2016 e 2017.

Em 2018, foram 17 casos confirmados, e em 2019, 106 casos. Em 2020, de 1º janeiro até 10 fevereiro, 43 casos foram confirmados.

Atualmente, são investigados 215 casos suspeitos no município. Veja onde se vacinar em Macaé Niterói Em Niterói, na Região Metropolitana, a vacinação também foi intensificada.

A imunização pode ser feita até o dia 13 de março e está disponível nas Policlínicas, Unidades Básicas e módulos do Programa Médico de Família, das 8h às 17h. Confira abaixo os endereços: Salas de vacina – Policlínicas Dr.

Carlos Antônio da Silva - Rua Jansen de Mello s/nº, São Lourenço; Dr.

Sérgio Arouca, Praça Vital Brazil s/nº – Santa Rosa; Dr.

Guilherme Taylor March - Rua Desembargador Lima Castro, 238, Fonseca; Dr.

Francisco da Cruz Nunes - Rua Ver.

Armando Ferreira, 30, Largo da Batalha; Assistente Social Maria Aparecida da Costa - Est.

Engenho do Mato s/nº, Itaipu; Dr.

Renato Silva - Av.

João Brasil, s/nº- Engenhoca; e Dr.

João da Silva Vizella, Rua Luiz Palmier, 726 – Barreto e Policlínica de Piratininga, Rua Marcolino Gomes Candau, 111, em Piratininga. Unidades Básicas de Saúde (USB) do Centro, Morro do Estado, Santa Bárbara, Engenhoca e Baldeador. Programa Médico de Família (PMF) e Clínica Comunitária da Família (CCF) – Alarico, Atalaia, Bernardino, Cafubá I, Cafubá II, Cafubá III, Cantagalo, Caramujo, Colônia, Engenho do Mato, Grota I, Grota II, Ititioca, Jonathas Botelho, Jurujuba, Leopoldina, Maceió, Maravista, Marítimos, Maruí, Matapaca, Nova Brasília, Palácio, Preventório I, Preventório II, Souza Soares, Viçoso, Vila Ipiranga, Viradouro, Vital Brasil e CCF Badu, Ilha da Conceição, Teixeira de Freitas e Várzea das Moças, Morro do Céu, Cavalão e Coronel Leôncio. Duque de Caxias Em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, também é possível se vacinar contra o sarampo neste sábado (15).

A campanha acontece das 9h às 17h. Veja a lista dos locais que estarão abertos neste sábado: CMSDC – Centro Municipal de Saúde de Duque de Caxias (R.

General Gurjão, s/nº – Centro) CRAESM – Centro de Referência de Atenção Especializada à Saúde da Mulher (Rua 25 de Agosto, 1 – Xerém) UNIDADE PRÉ HOSPITALAR (UPH): UPH Campos Elíseos (Av.

Actura, nº 333 – Campos Elíseos) UPH Pilar (Rua Carlos Alvear, s/nº – Pilar) UPH Saracuruna (Av.

Presidente Roosevelt, s/nº – Saracuruna) UPH Parque Equitativa (Av.

Automóvel Clube, s/nº - Parque Equitativa) UPH Imbariê (Rua Santa Catarina, s/nº – Imbariê) UPH Xerém(Rua Nóbrega Ribeiro, s/nº – Xerém) * UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE (UBS): UBS José Camilo dos Santos (Av.

Vicente Celestino, 615 – Jardim Primavera) UBS José de Freitas (Praça José de Jesus, s/n – Vila Operária) UBS Sarapuí (Av.

Pelotas, s/n – Sarapuí) UBS Antônio Granja (Rua General Moreira Sampaio, s/n – Parque Fluminense) UBS Alaíde Cunha (Rua Castro Alves, s/n – Copacabana) UBS Edna Salles (Rua Paracatú, s/n – Jardim Gramacho) UBS Barão do Amapá (Rua Andréa, s/n – Amapá) UBS Calundu (Estrada do Calundu, bairro Nossa Senhora do Carmo - Pantanal) * UNIDADE DE ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA (ESF): * Primeiro Distrito Jardim Gramacho (Avenida Pistóia, s/nº - Jardim Gramacho) Vila Leopoldina (Rua Castro Alves, s/n° - Copacabana - UBS Alayde Cunha). Vila São Luiz (Av.

Brasil, s/n° - Esquina c/ 14 de Julho – Vila São Luiz) Beira Mar (Rua Francisco Alves, s/n° - Parque Beira Mar) * Segundo Distrito Cangulo (Rua Padre Bartolomeu Fagundes, s/nº) Calundu (Estrada do Calundu, Nossa Senhora do Carmo - Pantanal) São Bento (Av.

União, Lt 01, Qd 10 – São Bento) Pilar (Praça Wilma de Jesus - Pilar) * Terceiro Distrito Parada Morabi (Av.

Anhangá, s/n – Parada Morabi) Barro Branco (Av.

Pedro Álvares Cabral, Lt 15 Qd01 – Jardim Barro Branco) Nova Campinas (Rua Seis, s/n.

- Nova Campinas) Parada Angélica (Rua Evaristo de Moraes, 187 – Parada Angélica) Vila Maria Helena e Codora (Rua Mario Feijó, s/n – Vila Maria Helena) Parque Eldorado (Rua Vanísia, nº 01 – Parque Eldorado) Taquara (Estrada Cachoeira das Dores, s/n° - Taquara) São Gonçalo O município de São Gonçalo possui 56 mil doses em estoque de vacina contra o sarampo, além das demais doses que já foram disponibilizadas em todas as 70 salas de vacinação que fazem a imunização, segundo informou a Secretaria de Saúde. São elas: Polo Sanitário Washington Luiz Lopes – Zé Garoto; USF Getúlio Vargas – Brasilândia; USF Juvenil Francisco Ribeiro – Engenho Pequeno; USF Armando Leão Ferreira – Morro do Castro; USF Madre Tereza de Calcutá – Estrela do Norte; UBS Haroldo Pereira Nunes – Porto Novo; USF Bocayuva Cunha – Gradim; UBS Robert Koch – Porto da Madama; USF Wally Figueira da Silva – Rocha; USF Barbosa Lima Sobrinho – Porto da Pedra; USF Bento da Cruz – Porto Novo; USF Ana Nery – Gradim; Clínica Municipal Gonçalense do Barro Vermelho; USF Luiz Carlos Prestes – Santa Catarina. Polo Sanitário Paulo Marcos Rangel – Porto do Rosa; USF Alberto Farah – Mutuapira; USF Mahatma Gandhi – Jardim Califórnia; USF Alexander Fleming – Boaçu; USF Carlos Chagas – Fazenda dos Mineiros; USF Neuza Goulart Brizola – Palmeiras; USF Davi Capistrano Filho – Recanto das Acácias; USF Itaúna; USF Porto do Rosa; USF Albert Sabin – Itaoca; USF Jair Abrantes – Boa Vista; USF Mutuá; USF Mutuaguaçu; USF Leoncio Correa – Fazenda dos Mineiros. Polo Sanitário Hélio Cruz – Alcântara; USF Irmã Dulce – Trindade; USF Tancredo Neves – Luiz Caçador; USF Bandeirantes; USF Oswaldo Cruz – Amendoeira; USF Adolfo Lutz – Pacheco; Clínica Municipal Gonçalense – Mutondo; USF Josyandra Mesquita – Colubandê; PAM Coelho. Polo Sanitário Rio do Ouro; UBS Santa Izabel; UBS Doutel de Andrade – Maria Paula; UBS Hiparco Ferreira – Engenho do Roçado; USF Manoel de Abreu – Eliane; USF Badger Silveira – Tribobó; Clínica Dr Zerbini – Arsenal; USF Luiza de Marilac – Novo México; USF Marechal Cândido Rondon – Colubandê; USF Emílio Ribas – Barracão; USF Almerinda; USF José Avelino – Tribobó; USF Vila Candoza; USF Flávio Henrique Brito – Jóquei; USF José Jorge Cortes Freitas – Itaitindiba; USF Marileia Cardoso – Jóquei. Polo Sanitário Jorge Teixeira de Lima – Jardim Catarina; UBS João Goulart – Jardim Catarina; USF Jardim Catarina; USF Roberto Silveira – Bom Retiro; USF Santa Luzia; USF Largo da Ideia; Clínica da Família Marambaia; USF Floriano Barbosa – Jardim Catarina; USF Juarez Antunes – Laranjal; USF Luiz Paulo Guimarães – Laranjal; USF Aníbal Porto – Monjolos; USF Ary Teixeira – Bom Retiro; USF Louis Pasteur – Guaxindiba; USF Geremias Mattos Fontes – Bom Retiro; USF Elza Maria Borges – Santa Luzia; USF Agenor José da Silva – Jardim Catarina; PAM Neves. Sarampo: doença contagiosa O sarampo é uma doença altamente contagiosa, sendo transmitida por meio da fala, tosse e espirro.

A doença pode deixar sequelas por toda a vida ou mesmo ser letal. A pessoa contaminada pode apresentar mal-estar geral, febre, manchas vermelhas que aparecem no rosto e vão descendo por todo o corpo, além de tosse, coriza e conjuntivite. Quem deve se vacinar A recomendação é que pessoas entre seis meses e 59 anos compareçam a um posto de vacinação para checar seu histórico vacinal e verificar se já tomaram as doses necessárias contra o sarampo – é preciso levar a caderneta de vacinação para conferir. Contraindicações Pessoas com suspeita de sarampo, imunocomprometidas, gestantes e crianças com menos de seis meses não devem receber a vacina. Alérgicos a proteínas do leite de vaca devem informar a condição ao profissional de saúde no posto de vacinação para que recebam a dose feita sem esse componente. Ministério da Saúde Dados do Ministério da Saúde afirmam que entre 2013 e 2015, ocorreram dois surtos da doença a partir de casos importados, nos estados do Ceará e Pernambuco, com 1.310 casos.

Os surtos foram controlados com as medidas de bloqueio vacinal e, em 2016, o Brasil recebeu o Certificado de Eliminação do Sarampo, emitido pela Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS). O Brasil perdeu o certificado em fevereiro deste ano e, atualmente, empreende todos os esforços para eliminar novamente a transmissão do vírus no país, com reforço da vacinação contra o sarampo.

Categoria:Ciência e Saúde